Não tenha medo.

A paz.

Não tenha medo. Essas foram as ultimas palavras proferidas na última noite do Congresso Internacional para pastores e esposas de pastores na Lagoinha ontem. É de arrepiar. Vejam com detalhes o que rolou na IBL ontem.

Não tenha medo

Na última noite do Congresso pastores e esposas recebem uma palavra profunda sobre a conquista das nações 

A noite de quinta-feira (28/4) foi marcada pela certeza de que mais do nunca é tempo de a Igreja do Senhor caminhar para os propósitos de Deus, que são definitivamente maiores e melhores do que os de qualquer homem. O Senhor sempre reserva suas surpresas e não foi diferente nesse culto em que a Palavra que ecoou nos corações vinda diretamente do Trono foi: “Noiva minha, não temais”. 

O Pr. Paulo Cezar e a esposa, pastora e profeta, Deisi Valadão deram início ao culto convocando todos a orarem juntos. Um momento ímpar se fez. O Espírito Santo veio sobre Deisi em revelação e o Senhor em Sua infinita misericórdia encorajou a cada um de Seus filhos a prosseguirem na caminhada e esperarem a Sua vida: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo. Não temais Ó Noiva minha, porque os dias estão breves, aguardo por Ti, Ó Noiva, veste-te de vestes alvas, limpai o vosso coração, deixai as coisas de crianças e buscai as coisas que são do Alto” 

A Pra. Deisi Valadão profetizou, afirmou que Deus vai tirar a Igreja da zona de conforto e derramará algo definitivamente novo sobre Ela, como um cheiro de avivamento: “A zona de conforto não é o lugar da Igreja. Nosso lugar é onde juntos vamos buscar os perdidos. As cidades estão clamando por Jesus”, disse. 

O período de louvor foi conduzido pelo Ministério e Coral El Shamah, e os irmãos louvaram aos som de “Eu vou viver uma virada, Eu te agradeço, Agnus Dei, entre outras”. Foi um mover do Espírito Santo. Os vários líderes, representantes de tantos lugares do Brasil se entregaram com intrepidez em adoração. 

Após esse momento a pastora Ana Lúcia, do Ministério de Mulheres da Lagoinha, compartilhou dos vários testemunhos frutos do momento em que as esposas de pastores, entre outras líderes, tiveram no Tabernáculo, sendo ministradas pelo Senhor através da vida da pastora Ana Paula Valadão.  Ela comentou de como as mulheres foram renovadas no Senhor. Em seguida as pastoras Ezenete Rodrigues e Renata Valadão oraram cobrindo a vida de cada uma das irmãs.

O pregador e pastor John Mulinde trouxe uma Palavra específica acerca de como alcançar as nações para o Senhor. Ele contou de sua experiência acerca de como o Senhor o levou a compreender o que significava ser um instrumento de transformação para as nações. Ele compartilhou que o Senhor o revelou que cada nação tem um propósito redentivo. Ele afirmou que as nações estão sobre uma opressão das trevas que tenta cegar o propósito maior de Deus para a redenção da humanidade, trazendo circunstâncias fazendo com que elas caminhem em círculos. “Toda hora que as nações chegam perto de conhecer e entender o que está acontecendo, mais e mais problemas vêm sobre elas, assim elas nunca estão aptas para compreender o que está além dos problemas”.Ele afirmou que de certa forma o diabo tem “manipulado” as orações dos Santos nas nações, pois estes estão sempre pedindo por soluções de problemas, em vez de buscarem o propósito maior de Deus para as nações que fazem parte. O Senhor revelou a Mulinde que Ele tinha um propósito para ele em Uganda, África, seu país de origem, mas que a luta dele não deveria ser contra carne ou sangue, mas ele teria que abrir os olhos para o que estava tentando impedir o cumprimento dos propósitos: as ações das trevas, das potestades e principados deste mundo tenebroso. O foco deve ser buscar de Deus o que Ele tem para a nação e reiterando,  não focar nos problemas e nem mesmo no próprio ministério, pois assim disse o Senhor: “Filho enquanto você focar o seu próprio ministério nada vai fluir, porque o que tenho para Uganda, para as nações da Terra é muito maior do que a obra que eu lhe entreguei para fazer”. Assim Mulinde começou a ter a revelação do Todo, do Global e dali em diante mudou o foco buscando de Deus a vocação de Uganda entre as outras nações. Deus o revelou que há duas coisas que têm sido uma arma de Satanás para prender e cegar as nações para que cumpram o Ide: As crises, sofrimentos, dores, tragédias e ainda, a sensação de que tudo está bem. Podemos ver essas situações acontecendo claramente, tanto nas nações que têm sofrido com catástrofes, fome etc, e nas nações, ricas, que tudo têm, mas se renderam a Mamon, à sede de poder,  afastando-se do foco, afastando-se de Deus. E ressaltou: “As duas estratégias estão funcionando em Israel. Há um véu impedindo que a Igreja veja e o que vai mudar isso é a disposição em ouvir a Voz do Senhor. 

Leia atentamente um trecho da Palavra entregue a Mulinde pelo Senhor: 

“Por meio dos problemas vocês que tem passado, vocês não aprenderam nada, nem se levantaram acima dos desafios, vocês ainda pensam que o inimigo de vocês é de carne e sangue, vocês culpam a guerra civil, vocês tem sempre um agente humano a quem culpar. Agora que o problema da Aids não é uma pessoa, vocês não sabem como orar. Vocês precisam entender que lutam contra as forcas espirituais, porque eles sabem o que quero fazer com essa nação. Eles sabem que se vocês se renderem Eu farei coisas tremendas Por isso ele traz resistência. O Seu planejamento de oração tem sido determinado pelo inimigo. Mude a sua maneira de orar. Parem de serem guiados por problemas e crises e busquem a mim, por meus propósitos. Quando oram dentro disso, vocês estarão dentro da minha vontade. Eu os ajudarei a vencer os problemas e transformarei seus problemas para testemunhos entre as nações e falarão a outros povos sobre o que eu Estou fazendo. 

Mulinde exemplificou sobre algumas características que mostram o que Deus tem feito em resgate da vocação redentiva da nações: “Os sinais estão aí – mover do Espírito Santo atraindo os corações para Deus. Muitas vidas se convertendo. Dons sendo distribuídos, libertação dos cativos e oprimidos, entre outras coisas". 

Mulinde compartilhou que é necessário a Igreja estar cada vez mais unida, pois a unidade trará  a Glória do Senhor, e essa glória se espalhará entre as nações por meio da ação individual que se espalhará para o coletivo. Mas como descobrir os propósitos do Senhor para uma nação? Foi a pergunta de Mulinde ao Senhor certa vez. E o Senhor respondeu: “Primeiro filho, você tem que saber o que é uma nação. As nações se formaram através dos filhos de Noé. E o que caracteriza uma nação é a sua língua, sua etnia e sua localização geográfica”. Uma vez descoberto o que é uma nação o Senhor revelou que é através do uso dos dons redimidos de cada nação que Ele fará os perdidos se achegarem até Ele. Mulinde ressaltou da importância de tomarmos o que Deus nos deus e clamar a Ele a redenção desses dons, usando-os para o louvor de Sua glória. 

Aleluia, é tempo irmãos. Seja cheio da capacitação do Senhor e saiba que Deus o fortalecerá para cumprir Seus propósitos em sua vida. Diga em alto e bom som: “Diga ao fraco, eu sou forte”.

É tempo, é tempo! Foque em Deus e seus propósitos e tudo te irá bem.

Equipe Congresso Internacional de Pastores e Esposas.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

1 comentários:

Régis disse...

Querida irmã Juliana
Obrigada pela visita no www.comyeshua.blogspot.com
Quero parabeniza-la pela qualidade e quantidade de informações que contém seu cantinho e dizer-lhe que estou me instalando com muito prazer e estou bem a vontade para seguí-lo!
O Senhor Jesus estará ao seu lado!
Felicidades na Seara, pois o trabalho é de vitórias!
Regina Vicentini

Postar um comentário